Vazão de Sobradinho e Xingó é reduzida até novembro

Barragem-de-Sobradinho

Texto: Delane Barros

A vazão dos reservatórios de Sobradinho (BA) e Xingó (AL) será reduzida para 600 metros cúbicos por sergundo (m³/s) até 30 de novembro. A decisão foi oficializada através de resolução da Agência Nacional de Águas (ANA), publicada na edição desta quarta-feira (26 de abril) do Diário Oficial da União (DOU). O documento também estabelece a prática de defluência instantânea de 570 m³/s, a depender de autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Ainda de acordo com o texto oficial, caso seja identificado comprometimento aos usos ou usuários durante a redução das vazões liberadas por Sobradinho e Xingó, a descarga dos mesmos deverá ser elevada para o patamar de vazão anteriormente praticado. “A Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) deverá apresentar, num prazo máximo de dez dias, após atingido o patamar de vazões liberadas de 600 m³/s, relatório com descrição dos resultados observados”, prossegue a resolução da ANA.

Nos últimos anos, a defluência mínima dos reservatórios citados no documento vem sendo reduzida gradativamente, do patamar inicial, de 1.300 m³/s, para o nível atual, devido a forte estiagem que atinge a bacia hidrográfica do chamado rio da integração nacional. As condições hidrológicas da bacia são discutidas semanalmente, durante reunião de avaliação promovida pela ANA, juntamente com os estados inseridos na bacia do Velho Chico.



CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page
Publicado em quarta-feira, 26 de abril de 2017