Eu viro carranca quando vejo a nascente do Velho Chico secando

O São Francisco tem diversos rios afluentes que contribuem para aumentar a quantidade de suas águas. A degradação ambiental e a falta de cuidado com esses importantes colaboradores são constantes e geram impactos preocupantes como a diminuição das águas do Velho Chico.

Com a diminuição do volume das águas na bacia do São Francisco, os barcos têm dificuldade de navegar, os bancos de areia ficam visíveis, a captação de água para consumo humano fica comprometida, os peixes deixam de correr pelo curso normal, a população tem dificuldade de retirar água para a agricultura e diversas outras atividades. O Brasil teve, recentemente, um alerta quando a nascente histórica do Chico, que fica na Serra da Canastra, em São Roque de Minas (MG), deixou de jorrar água por alguns dias e a população preocupada acreditou que o São Francisco todo ia secar.

Visando preservar as nascentes para aumentar a quantidade e qualidade das águas, o Comitê da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco (CBHSF), por meio de recurso da cobrança pelo uso das águas, já concluiu quase 35 projetos hidroambientais com ações como cercamento, plantio de mudas nativas para preservar a mata ciliar, além de ações de mobilização de conscientização ambiental. Em seu planejamento, o Comitê pretende realizar mais 16 projetos, até 2018, com investimento de cerca de R$ 28 milhões, previstos em do seu plano de ações. Faça sua parte você também, preserve a nascente e as as intervenções já executadas pelo CBHSF em todas as regiões da bacia do São Francisco.



CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someonePrint this page
Publicado em quinta-feira, 2 de junho de 2016