Notícias

06/12/2018

XXXV Plenária do CBHSF recebe a exposição fotográfica “Vidas Áridas no Velho Chico”


A exposição fotográfica “Vidas Áridas no Velho Chico” marca presença na XXXV Plenária Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. O projeto, realizado em 2014, teve o objetivo de levar à população a situação da Bacia.  Percorreu 13 cidades ribeirinhas, de Três Marias (MG) até Malhada (BA).


São 21 fotos do jornalista e ambientalista Geraldo Humberto Rodrigues, que retratam a situação do rio. “Foi por meio da fotografia que eu achei uma forma de retratar para as pessoas a degradação do meio ambiente e como isso iria atingir o Rio São Francisco”, declarou. Foi então que Rodrigues, junto com os integrantes do Vidas Áridas, saíram em expedição, em outubro de 2014.

“Queríamos mostrar que o Velho Chico precisava de uma atenção mais que especial. Então enviamos todo o material produzido para os principais órgãos competentes sem exigir nada, apenas pedindo que eles olhassem para o Rio São Francisco”, ressalta o fotográfo.

A exposição já percorreu escolas, universidades e shoppings do estado da Bahia, Minas Gerais e em Brasília. Geraldo Humberto Rodrigues conta que das fotos que foram realizadas, a que mais lhe traz lembranças é a que possui um crucifixo próximo a margem do Velho Chico, em Manga (MG). “Quando eu cheguei à beira do rio, ao amanhecer, vi a cruz com as fitas e as pessoas indo ali, já me emocionei. Pouco depois, vi uma senhora ajoelhada e rezando. Ao questionar para o que ela estava pedindo, ela me disse: ‘é… o rio está morrendo!’. Aquilo me tocou profundamente e, então, resolvi fazer a fotografia”, contou.

O ambientalista e membro do CBHSF, Antônio Jackson, participou da expedição. Para ele, com 51 anos de luta, foi muito gratificante participar desse projeto. “Eu tenho muito carinho por Montes Claros e participar desse projeto é ver que meu trabalho foi reconhecido”, declarou.

Uma nova expedição vai ser realizada de Montes Claros (MG) até Xique-Xique (BA), a partir do dia 08/12. Para Rodrigues, “a visão agora será diferente, já que estamos em período de cheia. Novembro foi um mês histórico, pois recebeu um volume de chuva maior que o esperado. Nós vamos ter uma nova realidade para fazer uma comparação e, até, ter mais esperança”, comentou.


Veja as fotos da exposição


Vidas Áridas

O Vidas Áridas foi desenvolvido pelos jornalistas Geraldo Humberto Rodrigues e Délio Pinheiro. O objetivo do projeto é conscientizar a população da importância da preservação do Rio São Francisco.

Fotos: Ohana Padilha
Texto: Amanda Eduarda

Compartilhe:

Outras notícias

14/12/2018

Rádio São Francisco: Confira mais um podcast do CBHSF sobre a entrega de Planos Municipais Saneamento Básico no Baixo São Francisco

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) continua com sua agenda de financiamento e entrega de planos ...

Leia mais

14/12/2018

Programa de Mestrado Profissional Sustentabilidade em Recursos Hídricos, da UninCor, estão com as inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Programa de Mestrado Profissional Sustentabilidade em Recursos Hídricos, Universidade Vale do ...

Leia mais