Notícias

04/12/2018

FPI resgata mais de 295 animais silvestres no Noroeste de Minas Gerais


As Equipes da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) percorreram no final de novembro a região Noroeste de Minas Gerais, e apreenderam 155 animais silvestres criados ilegalmente. Outros 140 foram entregues voluntariamente por moradores das cidades de João Pinheiro, Presidente Olegário, Patos de Minas e Vazante. Foram mais de 70 papagaios (69 papagaios verdadeiros e 6 papagaios galegos).

Alguns animais foram encontrados em condições precárias de saúde: obesidade, penas quebradiças e mal-formadas, e crescimento exagerado das unhas. Um dos casos que chamou a atenção das equipes foi uma fêmea de azulão que estava com as vias aéreas totalmente obstruídas – situação clínica chamada de rinolito – e teve de ser submetida a um procedimento para abrir as narinas.

O médico veterinário Aníbal Souza, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Semad), que participou das duas etapas da FPI Minas realizadas nas regiões Norte e Noroeste do estado, acredita que diversos vários fatores motivam as pessoas a entregarem espontaneamente seus animais. “Manter animal silvestre em casa é crime, mas na entrega voluntária o cidadão não sofre nenhuma penalidade. Isso pesa na decisão. Em outros casos, a pessoa se sensibiliza quando dizemos que animal silvestre não é doméstico”, afirmou.

Os animais resgatados pela FPI Minas foram encaminhados a um Centro de Triagem (Cetas) provisório, em Brasília e Juiz de Fora, onde receberam os primeiros tratamentos. Cada um deles foi examinado e recebeu uma anilha de identificação dos órgãos ambientais.

 

Foto: Divulgação FPI
Texto: Licia Souto

Compartilhe:

Outras notícias

22/02/2019

Ministro do Desenvolvimento Regional expressa preocupação com contaminação do rio São Francisco com pluma de rejeitos de Brumadinho

Gustavo Canuto participou de audiência pública na Câmara dos Deputados, que teve a participação do vice-presidente do CBHSF, José Maciel ...

Leia mais

22/02/2019

População de Paracatu teme por barragens de rejeito de ouro e contaminação por arsênio

Paracatu, distante cerca de 480 quilômetros de Belo Horizonte, na região Noroeste de Minas, abriga a maior planta de mineração ...

Leia mais