Notícias

07/12/2018

Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Tarumã-Açu (AM) compartilha experiências na XXXV Plenária do CBHSF


Embora o Amazonas tenha em seu território corpos d’água internacionais e de grande volume, tais como o rio Negro, Madeira e o Amazonas, possui apenas dois CBHs instituídos. Um deles é o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Tarumã-Açu, que aceitou o convite do CBHSF e trouxe seu secretário-executivo, Arthur Monteiro, para falar das ações para a revitalização e projetos em educação ambiental, em parceria com universidades e com a ONG Vitória Amazônica.


O Tarumã-Açu é a maior bacia hidrográfica na zona franca de Manaus e vem sofrendo com degradação provocada por urbanização, ocupação irregular, supressão vegetal e poluição em função da falta de tratamento de esgoto.

De acordo com Arthur, o principal desafio do comitê é a elaboração do Plano Diretor de Bacia e, a partir daí, proceder com os trâmites para a cobrança pelo uso das águas, para então financiar projetos de revitalização e educação ambiental na bacia.


Faça o download da apresentação.


IICA

Na sequência, a representante do Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura, Kilmara Ramos, falou dos projetos e parceria do Instituto no incentivo as boas práticas para a agricultura.

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), tem um Projeto de Cooperação Técnica sobre Irrigação Agrícola na Bacia do São Francisco, cujo objetivo é buscar ações capazes de privilegiar as formas de conservação e gestão das águas superficiais e subterrâneas usadas para irrigação agrícola.

No encerramento, Anivaldo Miranda, retomou a discussão em torno da transposição do São Francisco  e disse que a transposição é viável, se for adotado o modelo participativo, de inclusão, ouvindo os interessados. Para finalizar agradeceu a participação de todos os membros e convidados. “Foram dois dias de trabalhos intensos, com uma pauta cheia, mas é uma felicidade trabalhar com pessoas construtoras de consciência coletiva, pois temos a consciência que estamos no caminho da democracia e da participação”. Finalizou.

A próxima Plenária do CBHSF será realizada em Brasília.


Veja fotos:



Texto: Núbia Primo
Fotos: Ohana Padilha

Compartilhe:

Outras notícias

22/02/2019

Ministro do Desenvolvimento Regional expressa preocupação com contaminação do rio São Francisco com pluma de rejeitos de Brumadinho

Gustavo Canuto participou de audiência pública na Câmara dos Deputados, que teve a participação do vice-presidente do CBHSF, José Maciel ...

Leia mais

22/02/2019

População de Paracatu teme por barragens de rejeito de ouro e contaminação por arsênio

Paracatu, distante cerca de 480 quilômetros de Belo Horizonte, na região Noroeste de Minas, abriga a maior planta de mineração ...

Leia mais