Notícias

12/06/2019

CBHSF marca presença no VII ECOB, em Teresópolis (RJ)


Começou na segunda-feira (10) e vai até hoje (12) o VII ECOB, Encontro de Comitês de Bacias Hidrográficas do Estado do Rio de Janeiro que este ano acontece em Teresópolis. Organizado pelo Fórum Fluminense de Comitês de Bacias Hidrográficas, o ECOB recebeu mais de 300 inscrições. O evento é aberto ao público e reúne representantes de nove comitês de bacias, que abrangem os 92 municípios fluminenses. O tema escolhido para este ano foi “Rios Fluminenses: O que temos e o que queremos”.


O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) participou do evento a convite da organização, representado pelo membro da Câmara Técnica Institucional e Legal (CTIL) do CBHSF, Marcelo Ribeiro. Segundo ele, o tema escolhido pelo encontro é comum a praticamente todos os comitês de bacias do Brasil. “O CBHSF tem se debruçado muito sobre a questão da qualidade das águas e nas ações para reverter a contaminação, principalmente por matéria orgânica, que vem causando uma série de problemas para o rio São Francisco. O VII ECOB propõe e está realizando uma discussão muito rica, muito proveitosa, que será levada e compartilhada no âmbito do Comitê do São Francisco”. Ainda de acordo com Ribeiro, “o Rio de Janeiro é pioneiro na realização desses encontros de comitês, que são oportunidades preciosas para que os colegiados possam se encontrar, debater seus problemas, encaminhar soluções e pautas comuns. Esperamos, a partir de agora, estreitar as parcerias, não só com o Rio de Janeiro, mas também com outros comitês do Brasil, tendo em vista que o Comitê do São Francisco é o Comitê síntese do Brasil”, finaliza.

Todas as atividades são gratuitas. Os minicursos e a programação principal estão sendo realizados na Universidade Estácio de Sá que fica na Rua Nilza Chiapeta Fadigas, 488 – Várzea. A Cerimônia de Abertura foi realizada ontem na unidade do Sesc, localizado na Av. Delfim Moreira, 749 – Várzea. A programação completa inclui mesas de debates, minicursos, apresentação de trabalhos científicos, palestras e visitas técnicas a áreas ambientais e empresas de Teresópolis que investem em sustentabilidade.

Cada edição do evento costuma pautar suas discussões em torno de um tema que esteja em alta na região e no Brasil. Este ano, os comitês tratarão sobre o enquadramento dos corpos de água em classes, uma meta de gestão que visa assegurar às águas qualidade compatível com os usos mais exigentes a que forem destinadas além de diminuir os custos de combate à poluição.

Outras informações sobre o VII ECOB podem ser conferidas no site http://forumfluminensecbh.eco.br/site/

Sobre o Fórum Fluminense

O Fórum Fluminense de Comitês de Bacias Hidrográficas é uma instância colegiada formada pelos Comitês de Bacias Hidrográficas do Estado do Rio de Janeiro legalmente instituídos. São eles: o Comitê de Bacia Baía da Ilha Grande, o Comitê de Bacia Guandu, o Comitê de Bacia Médio Paraíba do Sul, o Comitê de Bacia Piabanha, o Comitê de Bacia Baía de Guanabara, o Comitê de Bacia Lagos São João, o Comitê de Bacia Rio Dois Rios, o Comitê de Bacia Macaé e das Ostras e o Comitê de Bacia Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana.

Criado com a missão de promover a integração e a gestão das águas nestes Comitês, o Fórum Fluminense visa ao fortalecimento dos mesmos como entes do Sistema Estadual de Gerenciamento dos Recursos Hídricos – SEGRHI. O Fórum também tem a responsabilidade da organização do Encontro de Comitês de Bacias Hidrográficas e se fortaleceu a ponto da sua coordenação participar da organização do Encontro Nacional de Comitês de Bacia.

 

Assessoria de Comunicação CBHSF:
TantoExpresso Comunicação e Mobilização Social
*Texto: Mariana Martins
*Fotos: Divulgação

Compartilhe:

Outras notícias

19/06/2019

Assista ao vídeo da campanha Vire Carranca em Três Marias (MG)

Carinhosamente conhecida como ‘Mar Doce de Minas’, Três Marias é um município brasileiro localizado na região Central de Minas Gerais, ...

Leia mais

19/06/2019

Perdas de água potável seriam suficientes para abastecer 30% da população brasileira por um ano

Estudo do Instituto Trata Brasil mostra que vazamentos, furtos, erros de leitura do hidrômetro, entre outros fatores, causaram um prejuízo ...

Leia mais