Notícias

13/02/2019

Boletim diário ANA e IGAM sobre o monitoramento do Rio Paraopeba


O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) em conjunto com a Companhia de Saneamento do Estado de Minas Gerais (COPASA) , Agência Nacional de Águas (ANA) e a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) instituíram uma rede integrada de monitoramento de qualidade das águas e sedimento. O objetivo da rede é integrar os dados gerados por estas instituições para garantir maior abrangência na avaliação e transparência dos impactos gerados pelo rompimento da barragem no Ribeirão Ferro e Carvão (Córrego Feijão) e no Rio Paraopeba.


O monitoramento da qualidade de água e dos sedimentos no Rio Paraopeba e tributários impactados pelo rompimento da barragem B1 do complexo da mina do Feijão se dará em um total inicialmente de 47 pontos, contemplando estações de monitoramento já existentes e outras emergenciais, integrando esforços das seguintes instituições: IGAM, COPASA e CPRM/ANA.

Assim, o CBHSF irá será atualizar diariamente o portal com as informações da Agência Nacional de Águas e do Instituto Mineiro de Gestão das Águas.

Conheça as perguntas e respostas mais frequentes.

Confira abaixo os boletins elaborados pela ANA e instituições parceiras.

Confira os informativos publicados pelo Igam.

 

 

Fonte: ANA e IGAM

Compartilhe:

Outras notícias

22/05/2019

CBHSF lança manual de educação ambiental

Esta cartilha de educação ambiental Sou Mais Velho Chico - Manual de Educação Ambiental, é um breve apanhado de alguns ...

Leia mais

22/05/2019

CBHSF participa de Painel sobre “Gestão dos conflitos entre múltiplos usuários de água”

No segundo dia da III Conferência em Gestão Participativa de Reservatórios e Bacias Hidrográficas, nesta terça-feira (21.05), o presidente do ...

Leia mais