Notícias

13/02/2019

Boletim diário ANA e IGAM sobre o monitoramento do Rio Paraopeba


O Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) em conjunto com a Companhia de Saneamento do Estado de Minas Gerais (COPASA) , Agência Nacional de Águas (ANA) e a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) instituíram uma rede integrada de monitoramento de qualidade das águas e sedimento. O objetivo da rede é integrar os dados gerados por estas instituições para garantir maior abrangência na avaliação e transparência dos impactos gerados pelo rompimento da barragem no Ribeirão Ferro e Carvão (Córrego Feijão) e no Rio Paraopeba.


O monitoramento da qualidade de água e dos sedimentos no Rio Paraopeba e tributários impactados pelo rompimento da barragem B1 do complexo da mina do Feijão se dará em um total inicialmente de 47 pontos, contemplando estações de monitoramento já existentes e outras emergenciais, integrando esforços das seguintes instituições: IGAM, COPASA e CPRM/ANA.

Assim, o CBHSF irá será atualizar diariamente o portal com as informações da Agência Nacional de Águas e do Instituto Mineiro de Gestão das Águas.

Conheça as perguntas e respostas mais frequentes.

Confira abaixo os boletins elaborados pela ANA e instituições parceiras.

Confira os informativos publicados pelo Igam.

 

 

Fonte: ANA e IGAM

Compartilhe:

Outras notícias

18/02/2019

Pluma de rejeitos chega a Retiro Baixo

A pluma de rejeitos da barragem de Brumadinho, Minas Gerais, já chegou ao reservatório da Usina Hidrelétrica de Retiro Baixo. ...

Leia mais

18/02/2019

Revista Chico: O cangaceiro dândi

Entre armas e agulhas de bordar, Lampião se transformou no maior ícone do sertão brasileiro. Neste ensaio, as várias facetas ...

Leia mais