Notícias

11/10/2018

Anivaldo Miranda é convidado especial da Semana de Agronomia da Ufal

O presidente do Comitê da bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Anivaldo Miranda, foi o convidado especial da Semana da Agronomia, evento que acontece no Centro de Ciências Agrárias (Ceca) da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Miranda foi o principal palestrante da programação, na manhã desta quinta-feira (11 de outubro). Durante sua explanação no auditório lotado por estudantes de graduação, pós-graduação e professores universitários, Miranda abordou a gestão hídrica no cenário nacional e mundial.

Ele apresentou, em linhas gerais, a função do Plano de Recursos Hídricos do CBHSF e fez um relato da visita que fez recentemente a região amazônica, a riqueza natural ali existente e os impactos que, devido à disponibilidade hídrica, são desconsiderados. “A água tem valor econômico e isso é desconsiderado muitas vezes. Estive, há duas semanas, na Amazônia e vi uma grande fábrica de bebidas, que consome grande volume de água e os resíduos são lançados livremente devido à disponibilidade hídrica”, protestou. “Aqui na nossa região, o Canal do Sertão não tem um modelo de gestão. É preciso, em todas as instâncias, a definição de um modelo de gestão dos recursos hídricos”, completou Miranda.

O presidente do CBHSF também apresentou as atividades executadas pelo colegiado, a exemplo do financiamento de planos municipais de saneamento básico, recuperação de nascentes, entre outras, sendo aplaudido pela plateia ao provocar a juventude a refletir sobre os temas e tomarem posição diante de crises. Miranda também alertou para a necessidade de manutenção e preservação do aquífero Urucuia, essencial para a existência do São Francisco.

O professor de Topografia do curso de Agronomia, Iedo Teodoro, destacou a importância da palestra ao convidar a todos para uma reflexão. O coordenador do curso, Hugo Henrique, salientou que a importância do chamado rio da integração nacional precisa ser destacada sempre, como preservação de biomas naturais, a exemplo da caatinga.

O professor da disciplina Uso, Manejo e Conservação do Solo e da Água, Abel Washington de Albuquerque, apresentou uma constatação a respeito do ser humano. Para ele, o ser humano não se conforma enquanto não devasta. Antes da palestra, o presidente do Diretório Acadêmico, Eugênio Bulhões, ressaltou a enorme contribuição do presidente do CBHSF para os alunos de Agronomia da Ufal.

O professor de Engenharia, Valmir Pedrosa, também participou da programação e fez uma apresentação exclusiva sobre o Canal do Sertão de Alagoas. Ele apresentou dados sobre o modelo de construção e de gestão das águas deste canal que é apontado como a maior obra hídrica de Alagoas.

Após as exposições, estudantes fizeram questionamentos sobre diversas questões hídricas, especialmente sobre a gestão das águas do São Francisco.

*Texto: Delane Barros
*Fotos: Delane Barros e Edson Oliveira

Compartilhe:

Outras notícias

22/02/2019

Ministro do Desenvolvimento Regional expressa preocupação com contaminação do rio São Francisco com pluma de rejeitos de Brumadinho

Gustavo Canuto participou de audiência pública na Câmara dos Deputados, que teve a participação do vice-presidente do CBHSF, José Maciel ...

Leia mais

22/02/2019

População de Paracatu teme por barragens de rejeito de ouro e contaminação por arsênio

Paracatu, distante cerca de 480 quilômetros de Belo Horizonte, na região Noroeste de Minas, abriga a maior planta de mineração ...

Leia mais