Notícias

06/12/2018

ANA e CPRM apresentam estudo para a implementação da gestão integrada de águas superficiais e subterrâneas na bacia hidrográfica do rio São Francisco


Fundamentais para subsidiar a gestão de recursos hídricos em nível federal e estadual, o Estudo para a implementação da gestão integrada de águas superficiais e subterrâneas na bacia do São Francisco: sub-bacias dos rios Verde Grande e Carinhanha, foi apresentado pelo superintendente de Implementação de Programas e Projetos da Agência Nacional de Águas (ANA), Fernando Roberto de Oliveira, e pelo diretor da Divisão de Hidrogeologia do CPRM, João Alberto Diniz, aos membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco durante a XXXV Plenária Ordinária do CBHSF. Lançado em setembro deste ano, o projeto está sendo realizado em cooperação com o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), cuja equipe técnica está executando o trabalho.


O projeto, que começou em setembro deste ano, terá duração de 36 meses. Dentro do escopo, são abordados levantamento de dados primários, de cadastramento de usuários de águas superficiais e subterrâneas, estudos sobre as rochas, sobre o solo, uso de ocupação do solo, infiltração da água nos aquíferos, estabelecimento das áreas de recarga nessa bacia, mas principalmente com foco na contribuição do aquífero para alimentação dos rios e a integração das águas superficiais e subterrâneas.

Resultado de uma orientação do Plano de Recursos Hídricos das Bacias do Verde Grande e do Carinhanha, e de uma meta do Plano Nacional de Recursos Hídricos para implementar o projeto piloto de gestão integrada, prevista pelo CNRH, o trabalho tem também como objetivo enxergar o ciclo hidrológico integrado também na gestão por meio da articulação entre os órgãos de nível federal e estadual.


Veja a apresentação da ANA e faça o download.




Segundo João Alberto Diniz, da Divisão de Hidrogeologia da CPRM, os aquíferos Urucuia e Bambuí, se constituem como sistemas hídricos de grande importância para o país, com os usos mais diversos, como manutenção de polos agrícolas em vários estados da Bacia e fora dela. “O trabalho tem como foco a ampliação do conhecimento do Aquífero Urucuia no uso racional das águas e no uso e ocupação da terra. As águas subterrâneas são responsáveis pelo suprimento hídrico dos nossos rios e pela perenização de nossas águas. Os aquíferos Urucuia e Carstico têm, particularmente para o Rio São Francisco, um importante papel de suprimento de água”, disse.


Veja a apresentação da CPRM e faça o download.


Veja as fotos:



Texto: Mariana Martins

Fotos: Ohana Padilha

Compartilhe:

Outras notícias

14/12/2018

Rádio São Francisco: Confira mais um podcast do CBHSF sobre a entrega de Planos Municipais Saneamento Básico no Baixo São Francisco

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) continua com sua agenda de financiamento e entrega de planos ...

Leia mais

14/12/2018

Programa de Mestrado Profissional Sustentabilidade em Recursos Hídricos, da UninCor, estão com as inscrições abertas

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Programa de Mestrado Profissional Sustentabilidade em Recursos Hídricos, Universidade Vale do ...

Leia mais